O que significa Yeshua?

Yeshua é uma palavra em hebraico que equivale à palavra "salvação" ou "salvar". Muitos especialistas atribuem a palavra Yeshua ao nome original de Jesus em hebraico, apesar do idioma falado na época de Cristo ser o aramaico.

Yeshua e Yehôshua

A palavra Yeshua é uma espécie de abreviação do nome Yehôshua, de origem hebraica que significa YEHÔ, YHVH e SHUA que quer dizer SALVAÇÃO.

Outra expressão antiga e muito comum para se referir a Jesus era Yeshua Hamashia, que em aramaico significa "Jesus Cristo, o Messias".

O nome de Deus no Antigo Testamento (YHVH) está ligado ao nome Yehôshua, e traz uma promessa de um cumprimento bíblico em que o Filho, Jesus, veio para fazer o Nome do Pai conhecido (João 17:26).

Apesar do idioma utilizado na época de Jesus ser o aramaico, todos os Evangelhos do Novo Testamento foram escritos em grego. No Novo Testamento - escrito em grego - Yeshua foi traduzido para IESOU ou IESOUS (Ιησούς). Com o surgimento da igreja, a forma grega foi traduzida para o latim Iesus finalmente resultando no nome Jesus como conhecemos.

Saiba mais acerca: Quais são os nomes de Deus?

Alguns textos bíblicos que demonstram a importância do nome Yehôshua e a associação com salvação:

  • Lucas 1:30-31: “Salve agraciada, conceberás e darás à luz a um filho, e lhe porás o nome de Yehôshua, e Ele salvará o Seu povo dos seus pecados”;
  • Lucas 24:47: “e que em Seu Nome seria pregado o arrependimento para perdão de pecados a todas as nações, começando por Jerusalém”;
  • 1 João 2:12: “porque os vossos pecados são perdoados, por causa do Seu Nome”;
  • João 1:12: “a todos quantos O receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, os que crêem no Seu Nome”;
  • Atos 4:12: “E hão há salvação em nenhum outro, porque abaixo do céu não existe nenhum outro Nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos”.

Proclamando o verdadeiro nome de Jesus

Há muitos debates em relação ao nome original de Jesus. Diante de traduções, versões e nomes, o mais importante é obedecermos aos mandamentos e às palavras de Jesus. Independentemente da tradução do nome, Deus sonda o nosso coração e sabe das nossas intenções (Romanos 8:27, Efésios 1:13 e João 4:24).

A Bíblia nos alerta para não perdemos o nosso tempo discutindo nomes e terminologias, pois essas discussões não nos edificam (2 Timóteo 2:14). Deixar de fazer a obra de Deus para discutir sobre questões de 'nome original de Jesus' é um desperdício e uma brecha para a contenda (1 Timóteo 1:3-4 e 1 Timóteo 6:3-5).

Quando testemunhamos de Jesus - com a nossa vida - adorando-o em espírito e em verdade, declaramos o Seu verdadeiro nome (João 14:21). O mais importante é que o Pai seja glorificado no Filho através da nossa vida (1 João 1:2-3), reconhecermos o valor do Seu sacrifício não somente com palavras, mas com os nossos atos (João 15:10 e Gálatas 2:20).

Saiba: Jesus é Deus?