Quem foi o rei Josafá?

O rei Josafá era um descendente do rei Davi. Ele foi o rei de Judá na época em que Israel estava dividido em dois reinos. Josafá foi temente a Deus mas cometeu alguns erros ao longo de sua vida.

No tempo de Josafá Israel estava dividido em dois reinos separados: Israel, a norte, e Judá, a Sul. Os descendentes de Davi reinavam sobre Judá. Josafá herdou o trono de seu pai Asa, outro rei temente a Deus, descendente direto de Davi, e reinou durante 25 anos.

Josafá, o rei dedicado a Deus

Josafá seguiu nos passos de seu pai e destruiu vários altares idólatras em Judá. Ele se recusou a participar de idolatria e adorava somente a Deus (2 Crônicas 17:3-4). Josafá também enviou levitas e oficiais para ensinar o povo de Judá a Lei de Deus.

Josafá nomeou juizes para administrarem o país com justiça, de acordo com a vontade de Deus. Ele advertiu os juizes a fazem seu melhor, porque seu trabalho era para Deus e Ele estaria com eles (2 Crônicas 19:5-7).

Por causa de sua dedicação a Deus, Josafá teve um reino próspero. As nações à volta o temiam e traziam tributo. No entanto, nem todo o povo se voltou para Deus e muitos continuaram praticando idolatria.

Josafá e a família de Acabe

Apesar de ser temente a Deus, Josafá cometeu um grande erro: ele se aliou a Acabe, o rei de Israel que era conhecido por perseguir os profetas de Deus. Acabe estava debaixo da maldição de Deus.

Acabe convidou Josafá a ir com ele para a batalha contra seus inimigos. Josafá aceitou sem hesitar mas pediu para consultar a Deus primeiro (2 Crônicas 18:3-4). Muitos profetas disseram que os reis de Judá e Israel teriam sucesso mas um profeta de Deus avisou que iria correr mal. Mas Josafá e Acabe ignoraram o profeta de Deus.

Veja aqui a história de Acabe.

Na batalha, Acabe se disfarçou mas Josafá foi com suas vestes reais. De início, os inimigos pensaram que Josafá era Acabe e tentaram matá-lo. Mas quando Josafá clamou, eles viram que não era Acabe e ele conseguiu escapar (2 Crônicas 18:30-32). No entanto, Acabe foi morto por acidente na batalha. Judá e Israel perderam a batalha mas Josafá foi poupado.

Josafá também se aliou à família de Acabe por casamento. Seu filho casou com a filha de Acabe e Jezabel, chamada Atalia. Josafá foi repreendido por Deus por causa dessa aliança com Acabe (2 Crônicas 19:1-3). Anos mais tarde, Atalia quase exterminou a descendência de Josafá.

Tempos depois, Josafá se aliou a Acazias, filho de Acabe, para construir navios para comércio. No entanto, Acazias era tão ruim quanto seu pai e Deus não se agradou da aliança. Os navios se naufragaram e foram um prejuízo para Josafá (2 Crônicas 20:35-37).

Veja também a história de Jezabel, esposa de Acabe.

A guerra de Josafá

Certa vez, os moabitas e amonitas se aliaram contra Josafá. Seu exército era muito grande e Josafá ficou muito preocupado. Por isso, ele proclamou um jejum por todo o país e orou fervorosamente a Deus por socorro (2 Crônicas 20:2-4). Ele colocou toda sua confiança em Deus para a vitória.

Deus respondeu a Josafá e lhe garantiu a vitória. Os judeus nem sequer iriam precisar de lutar! Deus iria lutar por eles. Josafá louvou a Deus pela resposta e animou o exército a colocar sua fé em Deus (2 Crônicas 20:20).

Na manhã seguinte, Josafá enviou músicos à frente do exército para louvarem a Deus. Então Deus causou divisão entre os inimigos, que se mataram uns aos outros. Os israelitas somente saquearam os mortos, sem precisarem de lutar! Depois eles voltaram para Jerusalém e adoraram a Deus (2 Crônicas 20:24-25).

Depois dessa batalha, Josafá teve paz durante o resto de seu reinado. Ele faleceu e seu filho Jeorão foi seu sucessor.