Por que Deus permitiu que Jó sofresse?

Deus permitiu que Jó sofresse para provar que o amor de Jó era verdadeiro. Deus não explicou a Jó a razão de seu sofrimento mas Jó se manteve fiel a Deus. O sofrimento de Jó não foi castigo por pecado.

Amor ou interesse?

Jó era um homem íntegro e temente a Deus. Em Jó 1:8 o próprio Deus confirma que Jó era irrepreensível. Jó não merecia castigo porque não pecava e seu coração era bom.

Veja aqui a história de Jó.

Satanás acusou Jó de só servir a Deus por causa das bênçãos que ele recebia. Jó era próspero e feliz, tinha filhos e era respeitado por todos. Mas se ele perdesse tudo, certamente iria amaldiçoar a Deus (Jó 1:9-11). Satanás estava sugerindo que Jó era interesseiro, não amava a Deus de verdade, com amor incondicional.

Deus sabia que o amor de Jó era verdadeiro. Para provar isso, ele permitiu que Satanás atacasse Jó, roubando seus bens, matando seus filhos e tirando sua saúde. Mas Jó se manteve fiel a Deus e não pecou (Jó 1:20-22; Jó 2:9-10). Satanás foi derrotado.

Leia também: por que Deus permite o sofrimento?

Pecado ou injustiça?

Mas Jó não sabia a razão de seu sofrimento. Ele não sabia sobre a acusação de Satanás nem que Deus estava provando que seu amor era verdadeiro. Jó e seus amigos apenas sabiam que Deus é Justo, por isso não entendiam como uma pessoa inocente poderia sofrer. Eles pensavam que o sofrimento era sempre um castigo pelos pecados (Jó 4:7-9). Se isso era verdade, ou Jó estava em pecado, ou Deus estava sendo injusto.

Os amigos de Jó assumiram que ele tinha pecado escondido que precisava confessar. Mas Jó, que era inocente e sabia disso, começou a entender que o sofrimento nem sempre é resultado de pecado.

Jó exigiu uma explicação para seu sofrimento mas Deus lhe mostrou que há coisas maiores que nós, que não podemos entender. Quando Deus falou, Jó entendeu que o mais importante não é entender porquê e se arrependeu de exigir explicações (Jó 42:1-3). Ele confiou em Deus, mesmo não recebendo explicação.

Veja também: é pecado questionar a Deus?

Deus declarou que os amigos de Jó estavam errados, provando que Jó não estava em pecado. Na verdade, foram os amigos de Jó que pecaram, falando coisas erradas sobre Deus! Mas quando os amigos de Jó se arrependeram e Jó orou por eles, Deus perdoou seu pecado (Jó 42:7-8). Deus restaurou a sorte de Jó, recompensando-o por sua fidelidade em meio a tanto sofrimento.

O sofrimento de Jó não foi por causa de pecado nem foi injustiça de Deus. Jó sofreu por razões que ele não poderia entender mas ele se manteve fiel e Deus não o abandonou. A grande pergunta de Jó não é: “por que Deus permite o sofrimento?”. A grande pergunta é: mesmo assim, você ainda ama a Deus?