Quem foi Lia?

Lia foi a primeira esposa de Jacó, filha de Labão e irmã mais velha de Raquel. Em algumas traduções, Lia é chamada de Lea ou Léia. Sua história está escrita no livro de Gênesis do capítulo 29 ao 49. A Bíblia descreve sua aparência como uma mulher de olhos tenros e meigos, enquanto sua irmã Raquel é citada como uma mulher bonita e atraente (Gênesis 29:17).

Lia e Jacó 

Lia foi vítima de um golpe que seu pai deu em Jacó, obrigando-o trabalhar por sete anos em troca de sua irmã Raquel. Na cerimônia Jacó se casou com a noiva toda coberta por panos e só percebeu na manhã seguinte que Lia havia sido entregue no lugar de Raquel.

Veja também: Quem foi Jacó? 

Ao reclamar com Labão ouviu dele que a primogênita deveria se casar antes em nome da tradição local. Os dois entraram em um acordo, Jacó continua com Lia e se casa com Raquel em troca de mais sete anos de trabalho nas terras de Labão. Apesar de gentil e meiga Jacó ainda assim desprezava Lia (Gênesis 29:31). Deus se compadeceu da condição de desprezo que Lia sofria e a abençoou dando a luz a sete filhos, seis deles os fundadores das Doze Tribos de Israel.

Lia e Raquel 

Não há como falar de Lia sem relacioná-la à sua irmã Raquel. Juntas entraram em uma disputa de quem teria a maior atenção de Jacó e lhe daria mais descendentes. Ironicamente as irmãs tinham o que a outra desejava. Lia tinha filhos, mas não tinha o amor de seu marido. Raquel tinha o amor de Jacó, mas não tinha filhos porque era estéril. 

Depois do quarto filho, Lia não concebeu durante um tempo e Raquel ainda não tinha filhos. Durante a colheita do trigo, Rúben, primogênito de Lia, encontrou algumas mandrágoras e as trouxe para sua mãe. Por ser uma planta que ajuda a fertilidade, Raquel pede a Lia as mandrágoras em troca de uma noite com Jacó, pedido que Lia aceita (Gênesis 30:15). 

Veja também: O que é uma Mandrágora?

Com o direito concedido por Raquel, Lia coabita com Jacó e dá a luz a Issacar. Mais à frente dá à luz Zebulom e a uma filha chamada Diná. Raquel, mesmo com as mandrágoras, continuou estéril. Anos depois, Deus lembra de Raquel e lhe dá dois filhos, José e Benjamim.

Os filhos de Lia 

Lia foi mãe de sete dos filhos de Jacó e foi citada no livro de Rute como uma das edificadoras da casa de Israel (Rute 4:11).

Veja também: Quais são as Doze Tribos de Israel? 

Deus favoreceu Lia com a maternidade concebendo quatro filhos antes da sua irmã Raquel. São eles Rúben, Simeão, Levi, e Judá. A disputa entre elas para gerar descendentes fez com que Raquel oferecesse sua serva Bila a Jacó, resultando no nascimento de Dã e Naftali. Como resposta, Lia ofereceu sua criada Zilpa como quarta esposa. Jacó coabitou com ela e concebeu dois filhos, Gade e Aser. A cada nascimento Lia expressou seus sentimentos que resultaram nos nomes dos seus filhos: 

  • Rúben - "O Senhor viu a minha in­felicid­ade. Ago­ra, certamen­te o meu marido me amará" (Gênesis 29:32).  
  • Si­meão - "Porque o Senhor ouviu que sou desprezada, deu-me também este" (Gênesis 29:33). 
  • Levi - "Agora, finalmente, meu marido se apegará a mim, porque já lhe dei três filhos" (Gênesis 29:34). 
  • Judá - "Desta vez louvarei o Senhor" (Gênesis 29:35). 
  • Gade (filho da sua serva Zilpa) - "Que grande sorte!" (Gênesis 30:11).
  • Aser (filho da sua serva Zilpa) - "Como sou feliz! As mulheres dirão que sou feliz" (Gênesis 30:13). 
  • Issacar - "Deus me recompensou por ter dado a minha serva ao meu marido" (Gênesis 30:18). 
  • Zebulom - "Deus presenteou-me com uma dá­diva preciosa. Agora meu marido me tratará melhor; afinal já lhe dei seis fi­lhos" (Gênesis 30:20). 
  • Além dos seis filhos homens, Lia deu a Jacó uma filha mulher chamada Diná (Gênesis 30:21).

O enterro de Lia

Lia morreu antes de Jacó e foi sepultada na Caverna dos Patriarcas em Hebrom assim como os demais descendentes da família, Abraão e Sara, Isaque e Rebeca. Já Raquel foi sepultada nas proximidades de Belém. Jacó faleceu no Egito mas foi sepultado no mesmo túmulo onde se encontra Lia.