Quem foi Neemias?

Neemias foi o governador de Jerusalém que reconstruiu o muros da cidade. Ele lutou pela reforma social e motivou o povo a obedecer a Deus. Os feitos de Neemias estão escritos no livro de Neemias.

Quando os judeus puderam voltar do exílio, muitos decidiram ficar onde estavam. O povo que voltou não tinha condições para reconstruir os muros de Jerusalém. Neemias foi um dos israelitas que não voltou logo para Jerusalém. Ele era copeiro do rei da Pérsia, Artaxerxes, um trabalho de grande responsabilidade.

Neemias constrói o muro

Um dia o irmão de Neemias lhe deu a notícia que o povo em Jerusalém estava sofrendo e os muros da cidade continuavam derrubados. Então Neemias orou e jejuou, confessando os pecados de seu povo a Deus (Neemias 1:3-4). Depois disso, ele pediu permissão ao rei para ir para Jerusalém e reconstruir os muros.

Veja aqui: como fazer jejum e oração?

O rei foi bondoso com Neemias e lhe deu tudo que precisava para a construção. Quando chegou a Jerusalém, Neemias inspecionou os muros e contou seu plano aos israelitas (Neemias 2:17-18). Todos concordaram em reconstruir o muro e foram divididos em grupos. Cada grupo ficou responsável por construir uma porção do muro. Assim, o muro foi construído com muita rapidez.

Os desafios de Neemias

Três pessoas não ficaram felizes com o que estava acontecendo: Sambalate, Tobias e Gesém. Os três eram de outros povos e não queriam que os israelitas se tornassem mais independentes. De início, eles ridicularizaram o trabalho. Mas quando viram que os muros estavam crescendo, reuniram seus aliados para atacar Jerusalém (Neemias 4:7-9).

Neemias soube disso e preparou o povo para lutar, colocando vigias nos muros. Quando viram que os israelitas estavam preparados, os três estrangeiros desistiram de atacar. Vendo que Neemias era a força por trás da obra, tentaram intimidá-lo mas Neemias não fugiu. Também tentaram difamar Neemias, dizendo que estava organizando uma rebelião contra o rei da Pérsia (Neemias 6:5-7). Além disso, ainda prepararam emboscadas para o matar, mas Neemias não caiu nelas.

Outro problema que Neemias enfrentou foi a injustiça social. Os israelitas mais ricos estavam explorando os mais pobres, cobrando juros que ninguém conseguia pagar e levando alguns como escravos. Os governadores anteriores tinham vivido à custa da miséria do povo. Por isso, Neemias obrigou os ricos a devolver tudo que tinham tirado aos pobres e viveu de forma modesta como governador (Neemias 5:10-12). Ele próprio ajudou na construção do muro.

Veja também: cristão pode ser rico?

O fim da construção

O muro foi reconstruído em um tempo recorde de 52 dias! Todos os vizinhos dos israelitas ficaram com medo deles, porque viram a obra teve a ajuda de Deus (Neemias 6:16). Para celebrar a reconstrução do muro, Neemias juntou todo o povo e o sacerdote Esdras leu e lhes explicou toda a Lei de Moisés.

Ouvindo as palavras de Deus, o povo se arrependeu de seus pecados e pediu perdão a Deus (Neemias 9:1-3). Juntos tomaram a decisão de se dedicar totalmente a Deus, deixando a idolatria. Os muros foram dedicados com uma grande festa e o povo deu contribuições generosas para o trabalho do templo.

Neemias governou Jerusalém durante 12 anos, depois voltou para o rei da Pérsia. Mais tarde, ele voltou para Jerusalém e implementou mais reformas, porque o povo tinha se desviado. Em toda sua vida, Neemias foi fiel a Deus e não tolerou a injustiça entre o povo.