O que era um sumo sacerdote?

O sumo sacerdote era o principal dos sacerdotes e o líder espiritual do povo de Israel no Antigo Testamento. Ele apresentava sacrifícios pelos pecados da nação e consultava a Deus em favor do povo. Agora Jesus é nosso sumo sacerdote.

De acordo com a Lei de Moisés, os sacerdotes trabalhavam no tabernáculo e depois no templo, oferecendo sacrifícios e louvores a Deus e ensinando as Escrituras ao povo. O sumo sacerdote tinha algumas funções especiais:

  • Chefiar os sacerdotes
  • Oferecer sacrifícios especiais como representante da nação toda
  • Consultar a Deus em favor da nação

Uma vez por ano, no Dia da Expiação, o sumo sacerdote entrava na área restrita do templo, chamada de lugar Santíssimo, para oferecer um sacrifício especial a Deus. Diante da Arca da Aliança, o símbolo da presença de Deus, o sumo sacerdote oferecia o sangue de um sacrifício por seus pecados e os pecados de todo o povo durante esse ano. Assim, todos os pecados seriam perdoados (Levítico 16:32-34). Somente o sumo sacerdote podia entrar no lugar Santíssimo.

Veja aqui: o que é a propiciação e expiação dos pecados?

Quem podia ser sumo sacerdote?

Para ser sumo sacerdote, era preciso:

  • Ser descendente de Arão, o primeiro sumo sacerdote
  • Ser homem
  • Não ter defeito físico
  • Ser aprovado por Deus

Quando um sumo sacerdote morria, outro era escolhido e consagrado para o trabalho (Êxodo 29:29-30).

Leia também: quem eram os levitas na Bíblia?

Por que Jesus é chamado de sumo sacerdote?

Jesus é nosso sumo sacerdote porque ele ofereceu um sacrifício por todos os nossos pecados. À semelhança do sumo sacerdote no Antigo Testamento, Jesus foi consagrado para entrar na presença de Deus e oferecer um sacrifício especial por todos nós (Hebreus 7:24-26). O sacrifício de Jesus, como o sacrifício do sumo sacerdote, paga por nossos pecados.

Veja também: por que Jesus é chamado o Cordeiro de Deus?

Mas o sacrifício de Jesus foi mais completo. Nenhum outro sumo sacerdote ofereceu um sacrifício perfeito, porque todos tinham pecado. Por isso, tinham de repetir os sacrifícios todos os anos. Mas Jesus não tinha pecado algum (Hebreus 7:27-28). Ele se ofereceu somente uma vez e isso foi suficiente para perdoar os pecados de todos que crêem para sempre!

Como era a roupa do sumo sacerdote?

O sumo sacerdote tinha uma roupa especial para ministrar diante de Deus:

  • Peitoral – com doze pedras preciosas, cada uma com o nome de uma tribo de Israel inscrita; o peitoral tinha um bolso onde se guardava o Urim e o Tumim - descubra aqui: o que é Urim e Tumim?
  • Colete sacerdotal – com duas ombreiras de pedra, com os nomes dos filhos de Israel inscritos – Êxodo 28:11-12
  • Cinturão – feito de fios de ouro e linho azul, vermelho e roxo, para prender o colete sacerdotal – Êxodo 28:8
  • Manto – todo azul, com pequenos sinos nas bordas para fazer barulho quando o sumo sacerdote entrasse e saísse da presença de Deus – Êxodo 28:34-35
  • Túnica – feita de linho, para usar por baixo do resto da roupa – Êxodo 28:39
  • Calções – para cobrir as partes íntimas e evitar situações vergonhosas – Êxodo 28:42
  • Turbante – com uma placa de ouro atada à frente, inscrita com as palavras “Consagrado ao Senhor” - Êxodo 28:36-38

Essas roupas mostravam que o sumo sacerdote era o representante do povo de Deus, consagrado para servir a Deus.