Como é o amor de Deus por nós?

Deus não nos ama pelo que fazemos! Não há absolutamente nada que possamos fazer para que o Senhor nos ame mais e nada que deixemos de fazer faça com que o Senhor nos ame menos. Este é o amor incondicional, um amor único! Deus é amor (1 João 4:8)! Antes que o mundo existisse, Deus já nos amava (Efésios 1:4).

A manifestação do amor de Deus

Como já vimos, Deus ama a todos. Se preocupa conosco e tem uma imensa bondade (Salmos 68:5; Salmos 146:9). Isso se aplica a todas as pessoas e também quer dizer que o Senhor é bom para todos, por isso que o sol se levanta sobre os maus e sobre os bons, e a chuva cai sobre justos e injustos (Mateus 5:45; Salmos 145:9,Salmos 145:15-16).

Mas a revelação suprema e manifestação total do amor de Deus por nós é Jesus, o Cristo (João 3:16; Romanos 5:8; Romanos 8:31-39). Portanto, o sacrifício de Jesus é o efeito do amor de Deus por todos, porque essa é a maior prova do imenso amor de Deus.

Não foi a partir da crucificação de Jesus que Deus começou a nos amar. Ele nos ama desde o inicio, desde a eternidade. Seu amor é infinito, incondicional. Algo interessante também percebermos é que, o amor de Deus, fazendo parte da sua essência, não está acima dos seus outros atributos. Por exemplo, o Senhor não é mais bondoso, amoroso que justo.

João 3:!6
Versão Bíblia para Todos Edição Comum

O amor de Deus por nós tem um propósito

O propósito e desejo que o Senhor tem pela humanidade é que, ninguém se perca, ninguém pereça, mas recebam a vida eterna, vivam uma vida de comunhão com Ele, se arrependam, reconheçam seus erros e confessem que, Jesus é o Cristo, seu Filho amado.

O amor de Deus não muda

Em um mundo que está em constantes mudanças, sejam elas quais forem, Deus não muda, Seu amor por nós não muda (Malaquias 3:6; Tiago 1:17)!
O apóstolo Paulo escreveu em Romanos 8:35: “Quem nos separará do amor de Cristo?”. Pois é exatamente isso. Nada pode nos separar do amor de Deus!

Romanos 8:35

O que significa Deus é amor?

O problema é que existe uma barreira entre o pecado, nós e o Senhor, e é por isso que Ele odeia o pecado. Podemos verificar em Ezequiel 18:22-23 “Acaso, tenho Eu prazer na morte do perverso? diz o Senhor Deus; não desejo Eu, antes, que ele se converta dos seus caminhos e viva?”

O amor de Deus permanece para sempre

O zelo, cuidado, proteção, sempre foi considerado promessas do Senhor para com seu povo. Ao lermos o livro do profeta Isaías, podemos perceber que Isaías quase sempre está lembrando o povo que o Senhor não esqueceu das Suas promessas, nem mesmo rejeitou ou esqueceu Seu povo. A aliança e o amor do Senhor permanecem eternamente!

Isaías, quando enfatiza desta maneira, quer dar uma palavra de ânimo para o povo que está cativo na Babilônia, pois parece existir um sentimento que Deus abandonou o povo. Mas vamos lembrar que, tudo pode passar aos nossos olhos, à nossa volta, durante esta geração ou futuras, mas o amor de Deus por nós não acabará e a aliança por meio de Jesus é eterna.

Deus prova seu amor

Por que Deus me ama?